Irmandade promove treinamento integrado de professoras

02/07/2019

 

Nos dias 28 de janeiro a 01 de fevereiro a Irmandade Evangélica Betânia promoveu uma série de treinamento para as educadoras das unidades Escola Aldeia Betânia, Centro de Educação e Inclusão Social Betânia (CEISB) e Escola Estância Betânia. Por uma semana, 60 professoras relembram assuntos que são recorrentes em sua rotina de trabalho dentro e fora de sala de aula, como proposta pedagógica, educação inclusiva, soluções práticas para dificuldades com alunos, entre outros. Nesta edição porém, foram trazidos dois novos assuntos: Educação Financeira e Educação e Saúde.

 

Para falar sobre Educação Financeira dentro de sala de aula, foi convidada a consultora da Ademilar Consultoria, Cristiane Turke. Quanto à Educação e Saúde, o psicólogo e também pai de alunos da Escola Aldeia Betânia, Leandro Kruszielski foi o responsável por ministrar a palestra para as educadoras que a cada ano se veem desafiadas a saberem lidar com as mais diversas necessidades das crianças.

 

Ensinando os valores de riqueza para crianças e adultos

 

Cristiane Turke comenta que quando o professor entende e aplica uma boa educação financeira em sua vida, ele tem a capacidade de passar com mais clareza para a criança esse conhecimento e até mesmo, trabalhar com sua auto-estima. “Muitas crianças têm uma concepção errada de riqueza e dinheiro devido à cultura e educação que receberam em casa. Cabe ao educador ajudá-las a se descobrirem e verem em si mesmas um potencial para serem boa administradoras”, conta.

 

Ela ilustra a situação trazendo o exemplo de sua própria filha que entende riqueza como seu cofre cheio de moedas. “Para minha filha, aquele dinheirinho suado é sua maior riqueza, ela trabalha para conquistá-lo e se orgulha disso. Já para uma amiguinha, riqueza é algo que ela não tem e se um dia ela tivesse, ela iria poder realizar muitos dos seus desejos, como comprar doces. Esse tipo de pensamento ela aprendeu com os pais, mas quando o professor traz para essa criança confiança de que riqueza não se resume em apenas dinheiro, mas em vários outros valores, a criança adquire uma confiança maior em si mesma”, conclui Cristiane.

 

Quando equipe pedagógica e pais trabalham juntos pela inclusão

 

Leandro enfatizou a importância de se ter uma equipe pedagógica atenta para as crescentes e novas demandas atuais das crianças pela inclusão. “Um tema que me pediram para trabalhar com as professoras foi justamente a relação entre educação e a saúde e qual o papel dos diferentes profissionais para trabalhar com crianças com diferentes necessidades e demandas”, conta.

 

Para o psicólogo, o educador tem que estar preparado para passar o conteúdo educacional, mas também tem que estar preparado para auxiliar a criança em questões emocionais e de saúde. “O ambiente educacional pede que o profissional esteja preparado para as mais diversas situações, é importante porém, que ele saiba o que fazer em todos os momentos. Obviamente, ele não irá medicar uma criança caso ela passe mal, mas ele sabendo das especificações dela saberá como agir caso, por exemplo, ela tenha uma crise alérgica”, explica.

 

A supervisora da Escola Aldeia Betânia Eliza Winter, comenta que este foi o ano que houve a maior assertividade tanto na interação entre as equipes pedagógicas das diferentes unidades quanto na escolha dos temas para o debate. “Foi uma semana de treinamento muito positiva, pois trouxemos assuntos e pessoas qualificadas para falar de áreas muito específicas, mas que impactam no dia a dia das educadoras”, diz.

 

Ao longo da semana foi abordado também assuntos relacionados ao autismo no ambiente escolar e familiar, estratégias de inclusão de alunos especiais, treinamento de primeiros socorros e a visita da equipe da Clínica Projetiva para falar sobre distúrbios de linguagem em crianças.

 

Para a professora do CEISB Debora Santana, a atividade integrada entre todas as educadoras foi um fator de inovação para todas. Ela que trabalha na irmandade há quatorze anos, conta que além de poderem fazer o treinamento juntas, as professoras puderam também compartilhar experiências de maneira significativa. “A devocional trazida pela equipe pastoral a todas nós foi algo que também me chamou a atenção. Durante a palavra, foi-se enfatizado em como os professores são os alicerces da sociedade. É importante que não apenas os pais tenham ciência disso, mas nós, educadoras também”, conta.

 

Enquanto a equipe pedagógica se preparava nesta semana de treinamento intensivo, a equipe de manutenção também colocava a mão na massa e promovia em toda a unidade educacional uma reforma. Foram pintados as salas de aulas, a grama foi podada e muitas outras atividades foram feitas. O intuito é que na volta às aulas, toda a estrutura não só da Escola Aldeia Betânia, mas também do CEISB esteja preparada para receber os alunos.

 

 

 

Please reload

Destaque

Projeto Ação Betânia encerra as atividades de 2019 em Colombo

03/12/2019

1/10
Please reload

Últimas Notícias

Please reload

Notícias Anteriores