Ansiedade x Aprender a descansar em Deus





Exercitar a dependência do Senhor!


Por que exercitar? Porque nossa tendência é controlar. Queremos ter em nossas mãos o controle de tudo e mesmo que digamos que dependemos do Senhor tentamos dar o nosso jeitinho para tudo.


A Bíblia traz exemplos de tentativas de “ajudar” Deus ,no lugar de depender dEle e os resultados são dramáticos. Sara encabeça o rol de “ajudantes” de Deus .Gênesis 16 traz a narrativa do pensamento independente que levou ao nascimento de Ismael cujos descendentes até hoje são inimigos de Israel...


As crises deste ano – na saúde, econômica e política são catalisadoras de ansiedade mas também podem ser a oportunidade para que o aprendizado da dependência de Deus se desenvolva.


Aprendizado costuma ser difícil para você? Como você se sente em situações que fogem ao seu controle? Ou quando a ajuda de outras pessoas é indispensável? E quando está tudo bem, tudo funcionado, tudo acontecendo… nesse momento você se lembra de que ainda é dependente da graça de Deus?


Reinaldo Percinoto Junior comentando o livro Discípulo Radical de John Stoott escreve: “Talvez até tentemos cultivar uma “autonomia ilusória” por algum período, mas basta uma reflexão mais atenta, às vezes (ou muitas vezes) provocada por um infortúnio indesejado, e a nossa consciência é novamente ativada para percebermos o quanto somos dependentes de Deus e das outras pessoas”


Segundo Stott, “tentar viver sem [Deus] é justamente o que significa pecado”. Por outro lado, permanecer em Deus e depender dele produz benefícios. João 15. 5traz a mensagem da total dependência:”sem mim vocês não podem fazer nada.”


Deus, tenho o hábito de pensar em mim como a videira com os outros se ramificando a partir de mim. Que erro! Jesus é a videira e eu sou um ramo nele. Faze o que precisa ser feito, Pai, para tornar essa ligação entre videira e ramo vigorosa e saudável, em nome de Jesus. Amém. “(Eugene Peterson, Um Ano com Jesus, Ed. Ultimato)

Destaque

Últimas Notícias