Irmandade Betânia é selecionada para receber recursos para investimento em energia elétrica

O edital faz parte de um chamamento público do Programa de Eficiência Energética (PEE) da Copel no ano de 2019, que seleciona projetos que propõem a implantação de ações de economia de energia

A Irmandade Evangélica Betânia foi uma das organizações selecionadas em um chamamento público realizado pela Copel em 2019 para receber recursos em prol do Programa de Eficiência Energética (PEE) da Copel (Companhia Paranaense de Energia Elétrica).

Os recursos para a Irmandade Betânia serão mais de 700 mil reais e desde junho de 2021 estão sendo investidos em troca de lâmpadas, instalação de placas solares, implantação da usina de geração de energia em todas as unidades da IEB e instalação de coletores para aquecimento solar de água. A economia estimada é de mais de R$100.000,00 por ano, segundo o engenheiro Ricardo Kenji Wokitani, da Elétron Energia, empresa que está auxiliando a Irmandade Betânia na realização do projeto com a Copel.

De acordo com a presidente da Irmandade, Denise Caron Lopes, uma pequena parte dos custos do projeto é de responsabilidade da Instituição, mas se pagará gradativamente com a economia que será gerada a cada mês. “Estamos muito gratos com essa oportunidade. Sabemos que essa ação não está trazendo aumento de despesas para a nossa Instituição, e sim, uma gradativa diminuição de custos a médio prazo; além é claro de contribuir para a economia da energia elétrica de nossas redes e auxiliar a preservação do meio ambiente!”, afirma Denise ainda que a expectativa é de que todo projeto esteja concluído e funcionando no final deste ano.

Os projetos*

Segundo site da Elétron Energia, a Chamada Pública PEE Copel 2019 recebeu um recurso total de R$ 144 milhões para execução dos projetos selecionados. A empresa teve 45 projetos aprovados, que totalizam R$ 48,4 milhões, na qual, a Irmandade Betânia é um deles.

A Chamada Pública tem o objetivo de selecionar projetos que proponham medidas de economia de energia, como a substituição de materiais e equipamentos existentes que utilizem energia elétrica por outros mais eficientes, inclusão de um sistema solar fotovoltaico para geração de energia, entre outros.

Segundo o site da Copel, o Programa de Eficiência Energética** é regulamentado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) e executado anualmente em atendimento ao Contrato de Concessão de Distribuição de Energia Elétrica e a Lei nº 9.991/00, por meio do qual são aplicados recursos financeiros em projetos que tem como objetivo a promoção da eficiência energética no uso final da energia elétrica.

*Disponível em: https://www.eletronenergia.com.br/eletron-aprova-45-projetos-na-chamada-publica-copel-2019/

**Disponível em: https://www.copel.com/hpcweb/copel-distribuicao/eficiencia-energetica/

Por Carolina Chueire



Destaque