Tédio x Criatividade

 

 

 

 

É rara a pessoa que já não se aborreceu com as situações de distanciamento e isolamento social que a pandemia impôs!

 

Houve uma interferência brutal no nosso cotidiano e de repente tivemos que encarar um “congelamento” de nossas atividades regulares  e se achávamos que nossas rotinas eram entediantes, a pandemia nos mostrou que éramos felizes e não sabíamos.

 

Tédio, aborrecimento, descontentamento! Como lidar com isso?

Há uma mensagem maravilhosa que vem circulando, aquela que diz que nossos avós foram chamados para a guerra  e, a nós, só estão pedindo que a gente fique em casa!

Questão de perspectiva, de ponto de vista.

 

A psicóloga britânica Sandi Mann, da Universidade de Lancashire, no Reino Unido, uma das poucas cientistas especialistas na pesquisa do tédio, afirma: “Se nossos antepassados não tivessem sentido tédio, a humanidade não teria realizado inúmeras façanhas”.  Vários estudos já demonstraram que o tédio estimula a mente. Em situações monótonas, nós deixamos nossas mentes fluírem e nos tornamos bem criativos para passar o tempo.

 

Diversas  reportagens recentes  mostram a reação positiva da natureza em diversos locais do mundo perante a redução poluidora e barulhenta  da ação humana neste isolamento social. São animais na terra e na água retomando seus espaços e aproveitando o atual momento. Use o tédio a seu favor buscando a novidade de Deus para sua vida.

 

Ficamos entediados quando nos faltam desafios.  A proposta deste texto é desafiar  você a   viver  neste tempo a novidade de Deus.   Deus  é Criador, Ele é um  Deus de novidade. Ele gosta de criar coisas novas, fazer coisas novas, mudar as coisas que o homem acha que nunca mudam. Quer ver isso na Bíblia? Charles Swindoll em sua obra “Como Viver acima da Mediocridade” ressaltou bem:

 

O Antigo Testamento fala de novo cântico, novo espírito, novas alianças e das coisas novas que Deus está fazendo. No Novo Testamento, somos chamados de “novas criaturas”. Em Cristo, “todas as coisas se fizeram novas”. Somos afiançados de que recebemos um “novo nascimento”. Somos instruídos a viver segundo um “novo mandamento”. Somos um povo que tem “um novo espírito”, vivemos segundo “o homem novo”. Estamos até esperando “novos céus e nova terra”. A última referência ao novo feita pela Bíblia está bem perto das últimas páginas, em Apocalipse 21:5, em que o Senhor diz que fará “novas todas as coisas”.
Este é o desafio buscar e viver a novidade de Deus!

 

Alguém se habilita?

Please reload

Destaque

Irmandade Betânia recebe doações da campanha “O amor contagia!"

14/08/2020

1/10
Please reload

Últimas Notícias

Please reload

Notícias Anteriores

Please reload