Encontro de amigos traz reflexão sobre voluntariado e servir

11/05/2018

No último sábado do mês de outubro a Irmandade Betânia promoveu seu tradicional Encontro com Amigos com convidados, associados e voluntários da instituição. O encontro que começou às 14 horas foi até às 17 e nesse período houve momentos de reflexão e interação entre os 70 participantes.

 

A abertura se deu com a palavra da presidente, Denise Caron, deu as boas-vindas aos presentes e agradeceu a participação de todos. A diaconisa, Anne Steininger trouxe um momento de louvor e o pastor Rodrigo Dias Gomes da Igreja Presbiteriana do Boa Vista, trouxe também uma palavra sobre esperança, trabalho e servir. Sua reflexão foi baseado no texto de Lamentações 3.21. “Viver movido pela esperança me leva a um esforço de reforçar, lembrar do que é bom e levar esperança“. Algo que o pastor Rodrigo enfatizou foi a necessidade de cada indivíduo ser agente de esperança em um mundo cada vez mais sem esperança. “Deus nos chama para ser pessoas de esperanças e de dias melhores”, conta.

 

Houve também um momento de descontração em que os voluntários foram convidados a participar de um bate-papo ao vivo. O objetivo desse momento foi ouvir os voluntários que participam das diversas frentes da instituição e atuam por amor. A coordenadora de Comunicação, Carolina Chueire, também falou sobre o significado de ser voluntário e frisou a importância de criarmos o hábito de servir ao próximo.

 

Além da palavra do pastor e do bate-papo com os voluntários as crianças que participam do ballet no CEISB fizeram uma apresentação especial para os convidados. Elas treinam todos os sábados no Ação Betânia, projeto que leva para as crianças e adolescentes da Vila Zumbi oficinas e atividades dentro do CEISB. 

 

 

 

Servindo por amor

 

Neste encontro, o bate-papo com os voluntários trouxe aos convidados uma reflexão importante sobre o servir. Eduardo Modenutti é voluntário no setor de captação de recursos da instituição. Quando criança ele estudou no Centro de Educação e Inclusão Social Betânia (CEISB) e compartilhou que atuar com a Irmandade Betânia, para ele, é um meio de retribuir tudo o que foi oferecido para ele. “Fui atendido com muito amor pelas professoras do CEISB, agora, que estou na faculdade e trabalhando vi que poderia retribuir tudo o que fizeram por mim de alguma maneira. Trabalhar aqui tem sido de grande aprendizado e gratificante”, conta Eduardo.

 

Outra voluntária, que também falou sobre o voluntariado e o prazer em servir foi Maristela Abdalla. Ela contou um pouco da sua ligação com a instituição e sobre como trabalha pela instituição e diversas frentes. “Eu conheço o trabalho da Irmandade e sei do comprometimento que eles têm. Ao ver todo a dedicação deles me sinto feliz em poder contribuir de alguma maneira”, conta.  

 

Please reload

Destaque

Projeto Ação Betânia encerra as atividades de 2019 em Colombo

03/12/2019

1/10
Please reload

Últimas Notícias

Please reload

Notícias Anteriores